notícias
31 Jan
Academia do Centro de Frutologia Compal em destaque no Imagens de Marca

Em 2016, a Google implementou duas medidas para melhorar ainda mais o combate aos chamados anúncios maus. Tornou mais restritivas as suas políticas para proteger ainda melhor os utilizadores de anúncios enganadores e predatórios e outros esquemas e reforçou a tecnologia para deteção e desativação mais precisa e rápida dos chamados “bad ads”. Só em 2016, a a marca afirma que eliminou 1.7 mil milhões de anúncios que violaram as políticas de publicidade da Google um valor que ultrapassa 50% dos anúncios removidos em 2015. Entre novembro e dezembro foram analisados 550 websites suspeitos de espalharem conteúdos deturpados entre os utilizadores: ações contra 340 por violação de políticas – deturpação de conteúdos e outras ofensas – e 200 publishers expulsos permanentemente da rede da Google Em comunicado que a marca tecnológica enviou às redações, é explicado que existe um conjunto rigoroso de regras que controlam o tipo de anúncios que são permitidos de forma a proteger os utilizadores da publicidade enganosa e inapropriada. Alguns dos anúncios mais comuns são os que promovem atividades ou produtos ilegais. Em 2016, a Google refere ainda que assistimos à ascensão dos tabloid cloakers – um novo tipo de prática que tenta enganar o nosso sistema ao apresentar-se como notícia. Geralmente, os cloakers aproveitam os temas mais populares e polémicos do momento – eleição de um novo governo, uma noticia popular ou uma celebridade – e os seus anúncios podem parecer idênticos aos títulos de um site de noticias. Mas quando as pessoas clicam naquela estória sobre a Ellen DeGeneres e extraterrestres eles são diretamente reencaminhados para um website de venda de produtos para emagrecimento e não para nenhuma notícia.

Estão abertas as candidaturas à Academia 2017 do Centro de Frutologia Compal. Uma iniciativa que pretende fomentar a inovação na fruticultura nacional, estimular a colaboração e criação de parcerias para o desenvolvimento de novos negócios, reforçados pelas bolsas de instalação no total de 60 mil euros. Até 23 de Fevereiro, fruticultores de norte a sul do país podem candidatar-se à Academia do Centro de Frutologia Compal. Através do site www.centrofrutologiacompal.pt. A quinta edição desta iniciativa quer proporcionar a 12 empresários frutícolas mais de 65 horas de formação. No final, os três melhores projetos vão ser impulsionados com bolsas de instalação num total de 60 mil euros. Podem candidatar-se empresários frutícolas que produzem ou queiram produzir frutas como Amora, Framboesa, Mirtilo, Morango, Romã, Cereja, Pêssego, Maçã, Pera Rocha, entre outras. Os 12 participantes selecionados vão visitar explorações modelo de norte a sul do país, onde podem contatar com novos modelos de negócio, com soluções diversificadas e com técnicos altamente especializados. Fruticultura, gestão agrícola, associativismo, marketing, tecnologia e sustentabilidade são alguns dos módulos teóricos, que ajudam a reforçar as competências técnicas e de negócio dos empresários.

A Sonae foi considerada a melhor empresa do mundo para estudantes de MBA (Master of Business Administration). A distinção, atribuída pela Associação Internacional de MBAs (AMBA) na categoria ’MBA Employeer’, reconhece a abordagem da Sonae na atração e desenvolvimento de talento, nomeadamente com um percurso ao nível do MBA, bem como o investimento em parcerias duradouras com escolas de gestão. Trata-se da primeira vez que a organização sediada em Londres lança um prémio nesta categoria, que teve como finalistas as empresas multinacionais Amazon, American Express, BP, Diageo e Philips, bem como a vencedora Sonae, que se distinguiu pela abordagem inovadora para atrair, desenvolver e reter talento. Criar contextos que potenciem a aprendizagem e desenvolvimento dos seus colaboradores é, segundo a empresa, um dos seus objetivos.

Fonte: Imagens de Marca